escritas e falares da nossa língua


segunda-feira, outubro 27, 2008

lenda do galo de Barcelos

esta lenda é uma das muitas do ciclo jacobeu ouvidas na região litoral a norte do rio Douro, como Matosinhos, S. Pedro de Rates, Barcelos e S. Bartolomeu do Mar. do seu conteúdo extrai-se um miolo composto de galo ou galego (celta), peregrinação, cruzamento ou encruzilhada (cruz, cruzes), morte e ressurreição (conteúdo iniciático). em suma: o peregrino faz a sua caminhada interior, debate-se com as encruzilhadas, sobressaltos e perigos do caminho, morre para o seu passado e ressuscita sob uma personalidade renovada.
no plano da etnografia e do artesanato, o "galo" de Barcelos é um galo preto, como aquele que é levado em oferenda a S. Bartolomeu do Mar. simplesmente, de tão ornamentado para os deuses, parece um galo multicolorido. mas se repararmos nos intervalos das ornamentações, lá está o negrume das suas penas. o galo preto está muito associado à bruxaria, que é como quem diz ao paganismo.

pois reza a lenda que numa albergaria ou pousada pelas bandas de Barcelos (uma das muitas encruzilhadas de caminhos para Santiago), onde se juntava gente de muita e desvairada condição, um peregrino que seguia o Caminho de Compostela viu-se acusado de um grave crime. apesar de protestar a sua inocência, as provas convergiam todas para a sua culpa, tendo sido condenado à morte por enforcamento. no dia da execução fazia-se uma festa em redor de um vistoso galo assado. no momento de lhe porem a corda em volta do pescoço, o peregrino gritou: assim eu esteja inocente como esse galo cantará três vezes! e o ordálio cumpriu-se, o galo morto e assado cantou três vezes e o peregrino pôde seguir em paz o seu caminho.
esta lenda (iniciática) é afim de outras que se ouvem em diversos pontos dos caminhos (geográficos) que conduzem a Santiago de Compostela. uma versão desta lenda é a de Santo Domingo de la Calzada.

2 Comments:

  • Exmo Senhor
    Fazendo fé no Senhor Professor José Hermano Saraiva, o "Galo de Barcelos" foi uma invenção (ou talvez uma grande promoção)de António Ferro, por volta dos anos 30/40, conforme foi dito num programa televisivo sobre Barcelos.
    Foi! Não foi! Quem sabe?
    Saudações
    Manuel

    By Blogger Manuel Alves, at 2:57 da tarde  

  • o Professor Hermano Saraiva é um homem de grande invenção e criatividade.
    gosto de o ouvir.

    By Blogger o viajante, at 12:21 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home