escritas e falares da nossa língua


sábado, abril 12, 2008

família

do latim famulus, "escravo", a família era o conjunto dos trabalhadores servis e escravos que viviam debaixo do mesmo teto.
a evolução semântica seguiu a evolução dos usos e costumes. "família" foi o núcleo mais pequeno da gens (gente, tribo, pessoas ligadas a um antepassado comum pela linha masculina). foi o conjunto das pessoas de uma casa. foi tamém uma linhagem, um património e um acervo de usos e costumes que se mantinham ligados por laços de sangue e tradição.
podia ser qualquer grupo que se unia por interesses, crenças, propósitos ou atividades comuns.
o traço distintivo da "família" era a afiliação e o desempenho de atividades gratuitas.
hoje, reduzida praticamente à monoparentalidade e à efemeridade, a família dos parentes de sangue está em declínio. as afiliações e atividades gratuitas estão sendo substituidas por novas gerações multidisciplinares de profissionais específicos.
assiste-se também a uma insidiosa emergência de "famílias de afeto", com todos os inconvenientes dos afetos: entusiasmo, efemeridade, rotura e abandono.

2 Comments:

  • "Com todos os inconvenientes dos afectos".
    [:) Genial]

    By Blogger La queue bleue, at 7:05 da manhã  

  • Olá,
    no domingo anterior fiz a leitura de um pequeno texto em meu programa radiofônico que justo fazia alusão a família. Este que acabo de ler, vem complementar com outros detalhes informativos de grande relevância para a reflexão em nossos dias. Parabéns!

    By Blogger ALACAZUM, at 10:31 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home